Público-alvo

  • Sistema científico e tecnológico: academia, instituições de investigação; infraestruturas; bibliotecas e arquivos

  • Sociedade: instituições da sociedade civil; instituições de base local e comunitária; organizações não-governamentais; empresas; media

  • Decisores: governamentais; autarquias; agências de financiamento e de investigação



Enquadramento

A investigação e os processos de inovação desenvolveram-se exponencialmente ao longo do século XX, acompanhando a necessidade e a tendência para a democratização do acesso ao conhecimento e dos seus benefícios para a sociedade.

Expressões como “responsabilidade social”, “investigação responsável (RRI)”, “public engagement”, “investigação colaborativa”, “co-criação” ou “ciência cidadã” constituem hoje uma evolução na forma como a ciência é pensada, criada, comunicada e apropriada.

Esta evolução, e a sua integração no paradigma da Ciência Aberta, tem criado contextos de inclusão de múltiplos atores sociais na participação ativa em processos científicos e na definição de agendas de investigação, alinhando os processos e os resultados da ciência com as expectativas, as necessidades e os desafios da sociedade.

Esta visão tem sido promovida e desenvolvida também no plano internacional, em particular no âmbito da Comissão Europeia, adquirindo especial relevo através de práticas e projetos de ciência cidadã, nos quais os cidadãos que não trabalham de forma formal na ciência participam e contribuem em projetos científicos.

Em Portugal, existem várias iniciativas de participação pública na ciência, numa lógica de ciência cidadã e de ciência participada, envolvendo os cidadãos em todas as fases da atividade científica.

A definição estratégica assumida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no plano da Ciência Aberta, assume a Ciência Cidadã como um dos pilares decisivos para a sua concretização, por reconhecer que a confiança, a transparência e a relevância da ciência aumentam quando realizada em relação com a sociedade e, sobretudo, pela capacidade de estimular o envolvimento como forma de aproximar comunidades, criando ambientes propícios à inovação social, científica, económica e cultural.

Os desafios colocados pela Ciência Cidadã são ainda fundamentais para a renovação formativa e metodológica no plano do ensino e da investigação, introduzindo novos métodos e novas aprendizagens com base num modelo de colaboração, co-criação e de translação de conhecimento multidirecional.

O Encontro Nacional de Ciência Cidadã, promovido pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em colaboração com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia e a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, procura reunir as comunidades envolvidas em iniciativas de Ciência Cidadã em Portugal e evidenciar experiências, percursos e exemplos que nos permitam responder coletivamente à pergunta: O que é que acontece quando colocamos a ciência na sociedade, quando a abrimos ao público?

Tendo presente a dinâmica internacional em curso neste domínio, este encontro tem, também, como propósito iniciar o debate para a criação de uma Estratégia Nacional para a Ciência Cidadã.



Objetivos

  • Dar a conhecer os princípios e fundamentos da Ciência Cidadã.

  • Promover o aumento da participação e envolvimento dos cidadãos nas atividades científicas, na partilha e construção colaborativa do conhecimento.

  • Capacitar para a utilização, gestão, partilha e curadoria de dados de investigação.

  • Identificar, mapear e agregar iniciativas, projetos, campanhas e desafios de ciência cidadã em Portugal.

  • Alinhar com atividades transnacionais e internacionais de participação cidadã e/ou envolvimento dos cidadãos na resolução de desafios.

  • Estimular a criação de uma comunidade de Ciência Cidadã

  • Iniciar o debate para a criação de uma Estratégia Nacional para a Ciência Cidadã.

PROGRAMA

10h00 | Sessão de abertura

  • Maria Fernanda Rollo | Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

10h30 | Ciência Cidadã: O que é. Como se faz

11h30 | Coffee Break

 

11h45 | Criar Comunidades

12:45| Almoço livre

 

14:00| Flashtalks: Partilha de projetos e experiências

15h45| Coffee Break

16h15 | O meu projeto de Ciência Cidadã em 3 minutos

  • Galhas de Portugal
    Francisco Alejandro López Núñez | Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra

 

  • Da implicação: economia política e trabalho científico
    Gonçalo Velho

 

  • Citizen science mission “ReSEED: looking for the lost and forgotten seeds”
    Dulce Freire | Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

 

 

  • VACALOURA.pt
    Carla Rego| Sociedade Portuguesa de Entomologia; Centro de Ecologia Evolução e Alterações Ambientais, Universidade dos Açores.

 

 

  • Galaxy Zoo
    Ana Alves | Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

 

 

 

  • MosquitoWeb
    Maria Teresa Novo | Universidade NOVA de Lisboa, Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Global Health and Tropical Medicine

 

           

  • Ambiente em Movimento
    Sofia Bento | Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações

 

 

17h00 | Debate: Estratégia Nacional de Ciência Cidadã

  • Maria Fernanda Rollo | Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

  • Ana Sanchez | Fundação para a Ciência e Tecnologia

  • Carlos Catalão | Ciência Viva

  • Paulo Gama Mota | Departamento de Ciências da Vida, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra

 

17h30 | Encerramento

A participação no Encontro Nacional de Ciência Cidadã é gratuita mas de inscrição obrigatória 

Poderá enviar propostas para a sessão “O Meu Projeto de Ciência Cidadã em 3 Minutos” até dia 20 de outubro.

Para enviar uma proposta clique em Adicionar um Arquivo.  

Deverão ser incluídos os seguintes elementos: Nome do responsável pelo projeto, Nome e Link do projeto, texto (até 100 palavras).

Os autores das propostas aceites serão notificados até ao dia 22 de outubro.

COMO CHEGAR

TEATRO THALIA

Morada

Estrada das Laranjeiras, 205

1649-018 Lisboa

 

Autocarros | 726, 755, 764

 

Metro | Linha Azul / Blue Line – Paragem / Stop Laranjeiras ou / or Jardim Zoológico

 

Comboio | Sete Rios

 

GPS | 38.744632 | -9.168682

© 2016 por Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

(00351) 21 723 11 31 / 55

 

Palácio das Laranjeiras
Estrada das Laranjeiras, 197-205
1649-018 Lisboa